sábado, agosto 26, 2006

Olhando pela janela

Depois de um dia absurdamente tétrico, recebi a seguinte mensagem por e-mail: (mais abaixo está a tradução)

Hospital Window

A great note for all to read it will take just 37 seconds to read this and change your thinking


Two men, both seriously ill, occupied the same hospital room. One man was allowed to sit up in his bed for an hour each afternoon to help drain the fluid from his lungs. His bed was next to the room's only window. The other man had to spend all his time flat on his back. The men talked for hours on end. They spoke of their wives and families, their homes, their jobs, their involvement in the military service, where they had been on vacation.


Every afternoon when the man in the bed by the window could sit up, he would pass the time by describing to his roommate all the things he could see outside the window.


The man in the other bed began to live for those one hour periods where his world would be broadened and enlivened by all the activity and color of the world outside.


The window overlooked a park with a lovely lake. Ducks and swans played on the water while children sailed their model boats. Young lovers walked arm in arm amidst flowers of every color and a fine view of the city skyline could be seen in the distance.


As the man by the window described all this in exquisite detail, the man on the other side of the room would close his eyes and imagine the picturesque scene.


One warm afternoon the man by the window described a parade passing by.


Although the other man couldn't hear the band - he could see it. In his mind's eye as the gentleman by the window portrayed it with descriptive words.


Days and weeks passed.


One morning, the day nurse arrived to bring water for their baths only to find the lifeless body of the man by the window, who had died peacefully in his sleep. She was saddened and called the hospital attendants to take the body away.

As soon as it seemed appropriate, the other man asked if he could be moved next to the

window. The nurse was happy to make the switch, and after making sure he was comfortable, she left him alone.

Slowly, painfully, he propped himself up on one elbow to take his first look at the real world outside.


He strained to slowly turn to look out the window beside the bed.


It faced a blank wall. The man asked the nurse what could have compelled his deceased roommate who had described such wonderful things outside this window


The nurse responded that the man was blind and could not even see the wall.


She said, "Perhaps he just wanted to encourage you."


Epilogue:


There is tremendous happiness in making others happy, despite our own situations.


Shared grief is half the sorrow, but happiness when shared, is doubled.


If you want to feel rich, just count all the things you have that money can't buy.


"Today is a gift, that's why it is called the present."


Em Português:

Janela de Hospital

Uma ótima mensagem para todos lerem, levará apenas 37 segundos para lê-la e mudar seu modo de pensar.

Dois homens, ambos seriamente doentes, ocupavam o mesmo quarto de hospital. A um deles era permitido que se sentasse em sua cama por uma hora toda tarde para ajudar a drenar fluidos de seus pulmões. Sua cama ficava próxima à única janela do quarto. O outro homem tinha de ficar o tempo todo deitado. Os dois conversavam por horas. Eles falavam de suas esposas e famílias, seus lares, seus empregos, seu alistamento no serviço militar, quando eles viajavam.

Toda tarde quando o homem na cama próxima à janela podia se sentar, ele passava o tempo descrevendo ao colega de quarto todas as coisas que ele podia ver do lado de fora da janela.

O homem na outra cama começou a viver por aqueles períodos de uma hora quando seu mundo era expandido e avivado por toda a atividade e cor do mundo lá fora.

A janela mostrava um parque com um lindo lago. Patos e cisnes brincavam sobre a água, enquanto criaças navegavam em seus botes de brinquedo. Jovens namorados passeavam de braços dadosA janela mostrava um parque com um lindo lago. Patos e cisnes brincavam sobre a água enquanto crianças entre flores de todas as cores e uma bela vista do horizonte da cidade podia ser admirada à distância.

À medida que o homem na janela descrevia tudo isso em mínimos detalhes, o homem do outro lado do quarto fechava seus olhos e imaginava a cena pitoresca.

Numa tarde calorosa, o homem à janela descreveu uma parada passando.

Embora o outro homem não pudesse ouvir a banda, ele podia vê-la - nos olhos de sua mente enquanto o cavalheiro perto da janela a retratava com palavras descritivas.

Dias e semanas se passaram.

Uma manhã, a enfermeira do dia chegou para trazer água para seus banhos apenas para encontrar o corpo sem vida do homem que ficava próximo à janela, que tinha morrido pacificamente durante o sono. Ela ficou triste e chamou os atendentes do hospital para levarem o corpo embora.

Tão logo quanto pareceu apropriado, o outro homem perguntou se ele podia se mudar para perto da janela. A enfermeira se alegrou em fazer a mudança, e depois de se certificar de que ele estava confortável, ela o deixou sozinho.

Vagarosamente, dolorosamente, ele se apoiou em seu cotovelo para olhar pela primeira vez para o verdadeiro mundo lá fora.

Ele se esforçou para vagarosamente olhar pela janela ao lado da cama.

Ela dava para uma parede branca. O homem perguntou à enfermeira o que poderia ter motivado seu finado colega de quarto, que havia descrito coisas tão maravilhosas fora da janela.

A enfermeira respondeu que o homem era cego e e não podia nem mesmo ver a parede.

Ela disse, "Talvez ele apenas quisesse encorajá-lo."

Epílogo:

Há uma felicidade tremenda em fazer os outros felizes, a despeito de nossas próprias situações.

Uma tristeza compartilhada é metade de uma tristeza, mas uma felicidade compartilhada é dobrada.

Se você quer se sentir rico, apenas conte todas as coisas que você tem e que o dinheiro não pode comprar.

"O hoje é um dom, é por isso que é chamado presente."

sexta-feira, agosto 25, 2006

ALERTA! HERBALIFE - NÃO COMPRE, NÃO VENDA - MUITO SÉRIO

ENGANADO PELA HERBALIFE

Gente, não sou muito fã de fazer isso (copiar e colar de outros sites/blogs), mas quero ajudar a divulgar esta mensagem. Eu mesma estava bem perto de cair nesse golpe, ainda bem que vi isso a tempo. Agora preciso avisar meus amigos para não caírem na mesma armadilha que eu ia cair, pois conheço alguns que já estão com a idéia na cabeça.
Não se deixe envolver nessa sujeira, e não deixe as pessoas que você gosta se envolverem!

________________________________

OBS: ESSE RELATO ABAIXO NÃO PERTENCE AO AUTOR
DESSE BLOG, É A NARRAÇÃO REAL DE UM
FATO OCORRIDO COM UM EX-HERBALIFE
QUE DEU O SEU DEPOIMENTO.
________________________________


UM POUCO DE MINHA HISTÓRIA
Sou engenheiro civil, formado pela UFRJ, com mais de 10 anos de carreira. Minha especialização em estruturas metálicas e de concreto armado me garantiu sempre uma boa posição profissional e respeito dos colegas. Possuía um bom emprego, casa própria, carro do ano, uma boa poupança, família com esposa e dois filhos. Era um ótimo estilo de vida, inalcançável à maioria dos brasileiros. Nada do que reclamar.

Mas, por mais duro que seja para nós admitirmos, existem em todos nós os vírus da ambição e da preguiça. Siceramente falando, quem não quer ganhar mais e trabalhar menos (ou pelo menos trabalharmos apenas no que gostamos).

Por isso sempre fiquei atento a oportunidades de negócios, franquias, pois tinha em mente ter uma atividade paralela para garantir uma segunda forma de renda. Se fosse um negócio da china, melhor ainda.

O CANTO DA SEREIA
A maioria das pessoas são atraídas para a Herbalife pela internet, através de sites camuflados, que veremos mais à frente. Eles não dizem o nome da empresa e nem do que se trata o negócio, normalmente se entituam com nomes pomposos como WorkVip, STC, Gold Life, Sistema Trabalhe em Casa, SMD, e muitos outros disfarces. Isso tudo tem um motivo e mais tarde ensinarei a identificar esses sites malditos que poluem a internet e que entopem nossa caixa postal com sua propaganda enganosa.

Da mesma forma fui atraído por um desses sites, mas não consegui saber de forma alguma sobre o que se tratava o nogócio. Pra isso eu tinha que comprar algo chamado "pacote de decisão". Movido pela curiosidade decidi desenbolsar cerca de R$50,00 para saber qual era esse negócio tão maravilhoso.
Recebi um pacote que trazia alguns folhetos e um vídeo que mostrava pessoas bem sucedidas dizendo estar ganhando dinheiro, que era o negócio do século. Muita informação teórica mas ainda não me falavam o nome da empresa e nem como tudo funcionava. Nesse ponto eu tinha que solicitar o restante do material, que já estava incluso nos R$50,00 que paguei no início. Até então você não tem como contactar ninguém. Não há nem um e-mail para responder perguntas. Tudo proposital. Tudo escondido.

Isso é uma jogada psicológica, cria ansiedade e faz a pessoa desejar mais ainda participar dessa mágica que fez aquelas pessoas ficarem ricas e felizes. Só na segunda parte do material é que é apresentada a empresa, e a essa altura você já está convencido de que tudo é tão bom que até esqueçe tudo que possa eventualmente ter ouvido sobre a Herbalife e seus problemas.
Além disso, como você já gastou dinheiro, você decide "ir em frente pelo menos pra recuperar o que já gastei". Foi o que fiz.

Só aí, quando você já está "amaciado" e é presa fácil é que a primeira pessoa de carne e osso aparece. Fui contactado pelo meu "patrocinador", ou como alguns dizem, meu "mentor", que iria me orientar em meus passos na empresa. Fiquei sabendo que precisava adquirir um kit de inscrição (esse sim fornecido pela Herbalife) que custava "apenas" R$120,00 e que era meu "ingresso na empresa". Além disso, se eu realmente quisesse ter sucesso precisaria participar de um STS, que custava mais R$120,00 por pessoa. Para levar minha mulher e dois filhos gastei nada menos do que R$380,00.

Somando-se ao que gastei no tal pacote de decisão, no kit de inscrição e no treinamento, só pra conhecer por completo do que se trata o negócio eu já havia gasto R$550,00 e me achava o cara mais sortudo da terra. Eu nem havia começado nada na prática.

Note como isso é uma mina de ouro, não para nós é claro. Por mais que digam que esse material inicial não tem fins lucrativos esse dinheiro vai pra algum lugar, pois do meu bolso eu sei que saiu. Cada 100 distribuidores representam nada menos do que R$55.000,00 só nessas despesas iniciais para se conhecer o negócio.

ENVOLVIDO, FISGADO E FORA DE CONTROLE
Em pouco tempo eu estava completamente envolvido, vendi um de meus carros para comprar um estoque enorme de produtos e me tornar supervisor, pois meu "mentor" garantiu que isso era a melhor forma de garantir o sucesso rapidamente. Passei a tentar vender os produtos e recrutar novos distribuidores. Não é impossível fazer essas duas coisas, mas é extremamente desgastante.

Fiquei tão enfeitiçado com a Herbalife que passei a assediar as pessoas de meu círculo de relacionamento com esse assunto o tempo todo. Eu respirava Herbalife.

Eu tinha certeza de que o mundo todo estava errado e que meus parentes e amigos eram "cegos" por não enxergarem as maravilhas dos produtos e as vantagens da oportunidade de negócios da Herbalife. Afinal eu estava convencido de que estava lutando por um mundo melhor, que estava trabalhando para a melhor empresa do mundo, que tinha os melhores produtos e a melhor oportunidade de sucesso. Na prática, dinheiro que é bom, até ganhava, mas era menos do que eu tinha que gastar para manter a atividade. Ou seja, estava tendo prejuízo e gostava.

LADEIRA ABAIXO
Toda a credibilidade que desenvolvi durante anos de carreira e convívio social começou a ser destruída, passei a ser evitado pelos amigos e parentes. Já era conhecido como "aquele chato da Herbalife".

Não é difícil concluir as conseqüências que isso trouxe à minha vida social e profissional. Passei também a ser evitado nos projetos mais importantes, pois todos notavam que minha cabeça estava só na Herbalife.

Quando perdi meu emprego, ainda fui arrogante o suficiente para dizer a todos que "melhor assim, pois agora poderei me dedicar 100% à Herbalife". Imaginei que agora sim, trabalhando em tempo integral, meu sucesso seria astronômico. Só que eu já estava trabalhando a tempo integral e não sabia, pois falava de Herbalife no trabalho, nos passeios, com a família. Ao perder o emprego não ganhei nenhum tempo adicional para a Herbalife e não tive nenhum incremento no ritmo de meus trabalhos.

Meus gastos mensais com Herbalife eram enormes, e por mais que eu ganhasse algum dinheiro com a Herbalife, tudo ia para continuar girando o negócio. Só com o STS, panfletos, anúncio em jornal, internet, telefonemas e gasolina eu gastava cerca de R$2000,00 por mês, tudo com a Herbalife.

Eu seguia rigorosamente as "receitas" passadas pelas lideranças para "fazer o negócio do jeito certo", afinal eles mesmos dizem que basta ser ensinável e não inventar nada, pois o sistema já era comprovadamente eficaz. Fiz o tal do plano de 90 dias no qual você tem metas a alcançar em termos de "fazer contatos" durante três meses. Segui à risca mas os resultados foram aquém do esperado. Repeti o plano com novas ferramentas e com orientação dos "experts". Os resultados continuaram decepcionantes. Mas segundo eles "quem quiser ser um vencedor tem que ser persistente e consistente".

Minha esposa estava preocupada, mas confiava em mim, mesmo quanto comecei a utilizar a nossa poupança e os cartões de crédito para custear as despesas da casa, pagar as contas e prestações, pois todo o dinheiro da Herbalife era "comido" pelo próprio negócio.

PERSISTINDO NO ERRO
Eu mostrava feliz para meus amigos os cheques de mais de R$1000,00 que eu recebia da Herbalife, eram os royalties, que são comissões referente à movimentação de outras pessoas que eu atraía para a armadilha. Com esses cheques eu atraía mais pessoas para a Herbalife, mas eles não sabiam que para ter aquele cheque eu gastava muito mais do que aquilo. Era uma ilusão e eu mesmo me recusava a ver.

Eu achava que todas essas despesas seriam ninharia quanto eu estivesse ganhando muito dinheiro na Herbalife. Mas foi aí que começou a se revelar para mim que para ganhar dinheiro na Herbalife você deve entrar em sintonia com um sistema corrupto e golpista.

Meu patrocinador era uma excelente pessoa, que como eu foi enfeitiçado pela Herbalife. Fiquei chocado quando ele saiu da Herbalife exatamente quanto se tornou GET, que é um nível privilegiado na Herbalife. Na época ele ficou muito deprimido e não quis comentar o assunto, mas disse que um dia eu entenderia.

ALGO CHEIRAVA PODRE
Quanto eu me tornei o que eles chamam de "equipe mundial" algumas coisas já começaram a aparecer. Nesse ponto você passa a ter treinamentos onde as coisas vão ficando mais claras. Você começa a saber que o sistema sobrevive às custas do dinheiro dos distribuidores, se eles vendem ou não o produto é um mero detalhe, problema deles, o importante é que comprem, estoquem, joguem no lixo se quiser.

Nas reuniões cansei de ouvir a liderança dizer que "nesse evento temos que convencer as pessoas a fecharem supervisão..." (que corresponde a comprar R$9000,00 em produtos) "...pois isso nos garantirá quase R$1000 de comissões", ou então "precisamos convecê-los a trazer pelos menos 5 pessoas no próximo evento" ou ainda "temos que mexer com o sonho das pessoas, desse jeito a gente os convence a vender até a mãe". Essas pérolas sairam das bocas dos digníssimos presidentes da Herbalife.

Começava a ficar claro que esse é um negócio exploratório, mas por incrível que pareça você continua a se enganar e achar que os meios justificam os fins. A maioria dos distribuidores que não fazem parte da liderança realmente acreditam que estão oferecendo algo de bom para o mundo.

A REVELAÇÃO
Quanto cheguei a GET eu entendi o que aconteceu com o meu "mentor" e o que fez com que ele saísse da Herbalife, pois nesse ponto você passa a ter acesso à maioria das verdades até então disfarçadas ou distorcidas.

Nas reuniões das equipes "TAB", que é como são chamadas as lideranças da Herbalife, não é raro ouvir termos do tipo "fazer os trouxas soltarem o dinheiro" ou "trasnformá-los em Herbalóides" ou então "se o cara não tiver mesmo mais dinheiro então livre-se dele". Isso tudo mostra que a Herbalife não é uma opotunidade para as pessoas melhorarem de vida e ganharem dinheiro, e sim para as pessoas que tem algum dinheiro, mesmo que de suas economias, injetarem tudo na Herbalife. Não importa se isso será bom pra elas ou não.

Quando isso é revelado a uma pessoa que chega a GET, o que ela fará dai por diante depende do tipo de pessoa que ela é, e pude perceber que nesse sentido existem três tipos de pessoas:

1 - Pessoas que tem um mínimo de moral suficiente para perceber que tudo isso não passa de um golpe sujo e que se ela quiser continuar com isso terá que se envolver com essa sujeira toda. Normalmente essas pessoas entram em depressão, conflitos morais, indignação e finalmente acabam abandonando a Herbalife. Foi exatamente o que aconteceu com o meu "mentor". Para a liderança isso é ótimo, pois toda a equipe do "desertor" passa a ser da pessoa que está acima na hierarquia. Cada um que deserta nesse ponto deixa algumas dezenas de substitutos que ele mesmo atraiu, por isso a perda é mínima para a liderança e para a Herbalife.


2 - Pessoas que, como a do tipo 1, também tem um mínimo de honestidade, não querem fazer nada ilícito, mas se enganam, fazem vista grossa, procuram justificar-se perante aos outros e a si mesmas dizendo que essas coisas acontecem apenas raramente, que não é bem assim, e dessa forma continuam seus negócios na Herbalife de uma forma morna.


3 - Pessoas gananciosas e imorais, que não se importam se o sucesso claramente depende da desgraça de muitos outros, inclusive amigos, parentes, colegas, pessoas honestas, tanto faz. Nada mais importa, contanto que possam botar as mãos em sua fatia do bolo. Alguns desses ratos são os que eventualmente se tornam presidentes na Herbalife, pois agora sabem que o negócio é mesmo enganar e trapacear, e farão isso com muito mais eficiência.

ADIANDO O INEVITÁVEL
Eu fui exatamente o do tipo 2. Achava que tudo isso era apenas uma forma mais agressiva fazer com que as pessoas trabalhassem mais rápido. Que era uma forma de selecionar os melhores, de destacar líderes e que os que sucumbiam eram fracos e despreparados. Eu acreditava ser um dos melhores e estar com os melhores e passei a desprezar aqueles que diziam estar tendo prejuízo com a Herbalife, classificando-os como fracos e incompetentes.

Só que eu mesmo não percebia que também estava tendo prejuízo com a Herbalife. Minhas reservas já tinham se acabado, o lucro líquido com a Herbalife ainda era insignicante e algumas contas já começava a ser pagas com alguns dias de atraso. Problemas insignificantes, eu pensava.

A realidade começou aparecer à medida que as pessoas que eu havia recrutado para a Herbalife, e que faziam parte de minha rede, começavam a sucumbir no prejuízo. Muitos deles eram pessoas competentes, e que até estavam fazendo um bom trabalho na Herbalife, mas mesmo assim não conseguiram retorno financeiro suficiente para sustentar o negócio e quebraram.

Vi pessoas que confiavam em mim perderem seu patrimônio e suas economias para a Herbalife, parte por minha culpa, pois eu as havia trazido para o negócio e permiti que colocassem todo seu dinheiro nessa armadilha.

Vi a situação geral de minha família se deteriorar, tanto financeiramente quanto no relacionamento mútuo, pois coloquei muitos parentes naquilo que eu achava ser o melhor negócio do mundo. Fiz isso achando sinceramente que estava lhes dando um presente, mas na verdade eu os atraí para o mesmo buraco que estava me engolindo.

A REALIDADE LHE CAIRÁ NA CABEÇA
O golpe final aconteceu quando minhas finanças entraram em colapso. Isso mesmo tendo me tornado GET e mesmo tendo o que todos consideravam um sucesso incrível na Herbalife. Aliás todos na Herbalife fingem ter um sucesso incrível, pois não querem desmotivar suas equipes. Além disso não querem ficar por baixo de todos outros, que também estão fingindo.

Estava cada vez mais difícil vender os produtos e recrutar pessoas. A cidade onde eu morava estava absolutamente saturada de Herbalife. Os produtos cada vez mais caros. A Internet absolutamente poluída de sites da Herbalife, disfarçados ou não.

Minha poupança havia secado. Cartão de crédito estourado. Minhas contas estavam todas atrasadas. O dinheiro saía em grandes quantidades para os gastos com a Herbalife (produtos, eventos, etc.) e entrava picadinho, bem aos poucos, o que sobrava mal cobria as despesas da casa. Insistí até o último instante, pois a lavagem cerebral era tão potente que eu sempre tinha certeza que faltava apenas mais um dia para que eu "decolasse" na Herbalife. É como o jogador de Poker - "vai ser na próxima cartada".

Minha esposa que até então suportou e até ajudou em muitas de minhas loucuras, agora já não estava tão contente. Tive que colocar as crianças em uma escola muito inferior. Tudo isso somado ao pouco tempo que eu dedicava à família por estar sempre ocupado com a Herbalife, que acabou por efetar até meu casamento. Era exatamente o oposto à qualidade de vida que haviam me prometido.

Como acontece com 99,9% das infelizes vítimas dessa falcatrua, eu também naufraguei, e fundo. O pior é que isso faz parte do sistema, pois dessa forma o sistema se recicla e os desgastados são descartados.

Os presidentes subsistem justamente por causa dessa reciclagem. Abaixo deles, os "milionários" administram o resto da massa, dos GETs pra baixo. Esses se alternam ciclicamente, se desgastam e caem, mas antes deixando vários outros recrutados, que fazem com que esse sistema sórdido se perpetue.

Como eles mesmos dizem nas reuniões, "todos os meses milhares de brasilieiros completam 18 anos, por isso nosso mercado é inegotável", ou seja, todo dia haverá um novo otário para que lhe arranquemos as economias de uma vida.

EM RESUMO
Antes da Herbalife eu era um engenheiro bem sucedido, com uma família feliz, uma vida confortável e dinheiro no banco.

Hoje estou falido, devo para o banco, para o cartão de crédito, para parentes e amigos, sem a mínima perspectiva de poder saldar essas dívidas. Perdi os dois carros que tínhamos, perdi o emprego, corro o risco de perder a esposa que foi morar com os pais, junto com meus filhos, por falta de condições aqui em casa. Meus amigos me odeiam, meus ex-colegas de trabalho têm pena e não confiam mais em mim, minha família acha que enlouqueci e que estou colhendo os frutos dessa loucura.

Todos têm razão, fui enlouquecido por um esquema maldito e criminoso, organizado de forma ardilosa e inteligente por uma quadrilha muito bem organizada.

Esses bandidos usam roupas de grife, têm curso superior, falam inglês e tem ótima aparência. A maioria deles figura nesses sites, como testemunhos de como o sistema funciona. Sim, funciona para eles, e para alguns poucos selecionados de seu próprio círculo de influências. Os outros serão apenas espremidos e seus bagaços descartados como lixo.

Parte do dinheiro ficará com esses crápulas, enquanto outra parte vai para fora do Brasil, para a Herbalife nos Estados Unidos. Até nesse ponto somos duplamente prejudicados, pois são nossas divisas escoando para o exterior, de uma forma direta e contínua, às custas da miséria e sofrimento dos distribuidores. Sem dúvida uma atividade criminosa e cruel.

________________________________

OBS: ESSE RELATO ABAIXO NÃO PERTENCE AO AUTOR
DESSE BLOG, É A NARRAÇÃO REAL DE UM
FATO OCORRIDO COM UM EX-HERBALIFE
QUE DEU O SEU DEPOIMENTO.

quarta-feira, agosto 23, 2006

HISTÓRIAS DE SANTOS CRISTÃOS / CRISTÃOS SANTOS

São Jorge, cristão?!

Nascido na antiga Capadócia, região que atualmente pertence à Turquia, Jorge mudou-se para a Palestina com sua mãe após a morte de seu pai. Lá foi promovido a capitão do exército romano devido a sua dedicação e habilidade - qualidades que levaram o imperador a lhe conferir o título de conde. Com a idade de 23 anos passou a residir na corte imperial em Roma, exercendo altas funções.


Por essa época, o imperador Diocleciano tinha planos de matar todos os cristãos. No dia marcado para o senado confirmar o decreto imperial, Jorge levantou-se no meio da reunião declarando-se espantado com aquela decisão, e afirmou que os os ídolos adorados nos templos pagãos eram falsos deuses.


Todos ficaram atônitos ao ouvirem estas palavras de um membro da suprema corte romana, defendendo com grande ousadia a fé em Jesus Cristo como Senhor e salvador dos homens. Indagado por um cônsul sobre a origem desta ousadia, Jorge prontamente respondeu-lhe que era por causa da VERDADE. O tal cônsul, não satisfeito, quis saber: "O QUE É A VERDADE ?". Jorge respondeu: "A verdade é meu Senhor Jesus Cristo, a quem vós perseguis, e eu sou servo de meu redentor Jesus Cristo, e nele confiado me pus no meio de vós para dar testemunho da verdade."


Como São Jorge mantinha-se fiel a Jesus, o Imperador tentou fazê-lo desistir da fé torturando-o de vários modos. E, após cada tortura, era levado perante o imperador, que lhe perguntava se renegaria a Jesus para adorar os ídolos. Jorge sempre respondia: "Não, imperador ! Eu sou servo de um Deus vivo ! Somente a Ele eu temerei e adorarei". E Deus, verdadeiramente, honrou a fé de seu servo Jorge, de modo que muitas pessoas passaram a crer e confiar em Jesus por intermédio da pregação daquele jovem soldado romano. Finalmente, Diocleciano, não tendo êxito em seu plano macabro, mandou degolar o jovem e fiel servo de Jesus no dia 23 de abril de 303. Sua sepultura está na Lídia, Cidade de São Jorge, perto de Jerusalém, na Palestina.


A devoção a São Jorge rapidamente tornou-se popular. Seu culto se espalhou pelo Oriente e, por ocasião das Cruzadas, teve grande penetração no Ocidente. Ironicamente, Jorge, que repudiava a adoração a ídolos, tem hoje incontáveis devotos que inclinam-se diante de imagens de barro que o representam.


Verdadeiro guerreiro da fé, São Jorge venceu contra Satanás terríveis batalhas, por isso sua imagem mais conhecida é dele montado num cavalo branco, vencendo um grande dragão. Com seu testemunho, este grande exemplo de cristão nos convida a seguirmos Jesus sem renunciar o bom combate.


Mais do que isso, a renunciar algo tão difundido como a adoração a estátuas de barro, que por ser praticada por tantas pessoas chega a ser visto como algo normal e correto aos olhos de Deus.

Lembre-se, está na Bíblia: a adoração a ídolos é abominação aos olhos de Deus. É só ir lá conferir. Para facilitar, utilize o link ao lado.

Não se proste diante de imagens, que nada farão por você. Adore somente a Deus.

Jesus te ama! De verdade mesmo!!!

terça-feira, agosto 22, 2006

Relaxe e aproveite

Olá! Bem vindo ao Chá da Tarde.

O chá da tarde é um costume trazido da Europa, mais precisamente da Inglaterra, onde as pessoas têm o hábito de passar as tardes ociosas conversando, ao sabor de bolos, biscoitos e chá.

Beneficiente ou não, o chá da tarde se propõe a ser uma ocasião de relaxamento,onde se pode ir, longe de compromissos, se trocam novidades, e as pessoas aproveitam para se conhecer um pouco mais, envolvidas pela magia do paladar.

O aroma dos alimentos, ou do chá fresquinho, se encarregam de envolver o ar num delicioso perfume.

Sintam-se à vontade.

Fonte das informações acima: http://www.sensibilidadeesabor.com.br/chadatarde.html